sábado, 28 de março de 2009

terça-feira, 17 de março de 2009

ABRE aspas

por Robson Santarém


AUTO-LIDERANÇA : UMA JORNADA ESPIRITUAL

Nos últimos séculos os humanos têm sido cruéis com a vida no planeta. O paradigma mecanicista, ao dar o primado à razão e negligenciado as dimensões emocional e espiritual, não obstante os avanços que ele gerou, desencadeou uma crise sem precedentes e que pode arruinar de vez com a vida. Dentre os graves problemas da humanidade, certamente o mais crítico é falta de sentido da vida e a massificação do ser humano que perde a sua identidade e a sua razão essencial de ser.
Diante da crise instalada, emerge a consciência de que é urgente a mudança na maneira como temos vivido e, no âmbito empresarial, no modo como temos liderado. Sabe-se que é preciso investir na expansão da consciência e resgatar a inteireza humana.
Nosso objetivo é analisar como a psicologia proposta por Carl G. Jung pode contribuir para o desenvolvimento das potencialidades humanas e, conseqüentemente, para o exercício da liderança consciente. Entendendo-se líder consciente como a pessoa capaz de desenvolver a própria individualidade, libertando-se das convenções coletivas para exercer o seu poder de decisão pelo caminho a seguir; e que, ao desenvolver assim a autoconsciência e o autodomínio e ao centrar-se nos valores essenciais, consegue, através da integridade do caráter, influenciar os outros. O pressuposto é que se tornar plenamente humano é condição indispensável para se tornar um verdadeiro líder.

O acelerado processo de transformação pelo qual estamos passando em todas as esferas da vida no planeta exige uma nova postura de todas as pessoas que pretendem liderar outros para obter resultados. Os estilos de liderança que têm vigorado até o momento estão se tornando obsoletos e anacrônicos e aqueles que insistirem em conduzir seus negócios de acordo com os modelos ultrapassados perderão terreno no grande mercado e poderão ser, em algum tempo, eliminados.
Os resultados de tais estilos e a situação do mundo falam por si: em termos de coletividade observamos o meio-ambiente degradado, recursos naturais desperdiçados, desequilíbrio no ecossistema com mudanças climáticas que assustam, desrespeito à dignidade humana, miséria, fome crônica, intolerância, violência urbana etc e, quanto aos indivíduos, a unilateralidade da razão tem provocado neuroses, depressões, patologias que levam às drogas e a outros vícios, incluindo o ativismo, retratado pelo workaholic, que é viciado em trabalho, porque crê que neste mundo é preciso sempre estar ocupado, ter algo para fazer, como se fora esse o único sentido...
De todos os problemas citados e que não se esgotam nestes, talvez o mais dramático da humanidade seja a crise que tem afligido a tantos que é a perda do significado da vida. Por falta de condições dignas de vida milhões de pessoas não vêem razão para viver; e o vazio que há no coração de tantos, principalmente dos jovens, têm gerado incontáveis transtornos para eles e para toda a sociedade.

Outra face perversa deste modelo é o seu caráter massificador que anula a identidade dos indivíduos que passam a sua existência sem consciência de si mesmos e do que fazem no mundo. Vivem condicionados pela sociedade, procurando responder às convenções coletivas na suposição de que assim serão profissionais bem sucedidos, entretanto, submetidos aos ditames das convenções perdem-se na coletividade, investindo tudo o que podem na busca de poder, de prestígio, de dinheiro e se esquecem de si mesmos.
Compreendendo que o principal problema vivido nas empresas é de consciência ética, é preciso investir logo na expansão da consciência e na reflexão e vivência dos valores que podem transformar a vida das pessoas e das empresas. Urge resgatar a inteireza humana. E somente a função transcendental é capaz de reunir os fragmentos e dar ao indivíduo a consciência de sua totalidade, da sua integridade humana. (...)

Para continuar a leitura deste texto, acesse http://www.animah.com.br/ /textos/auto_lideranca

Robson Santarém


Robson é consultor e diretor da Anima Consultoria para Evolução Humana
http://www.animah.com.br/
Robson.santarem@animah.com.br
Autor do livro Autoliderança – uma jornada espiritual.

domingo, 15 de março de 2009

em SINTONIA


"Um anjo que está em nós"
Neste espaço, teremos mensalmente a mensagem enviada da Escócia pelas autoras do Jogo da Transformação, encaminhada pela Olga/Taygeta com tradução de Monica Belda (melhores informações, ler texto do dia 12/02).





Anjo© do Amor para Março


Se você trabalhou com o Anjo da INTEGRIDADE durante o mês de fevereiro, dê-se alguns minutos para deixá-lo ir com gratidão, antes de dar as boas vindas ao

Anjo do AMOR

à sua vida para o mês de março.


Mensagem de Inspiração
A essência do contentamento e a base da serenidade. Amor é a ativação do seu espírito à procura de conexão. Ele supera a tristeza, não abriga má vontade e cura todas as separações.
Se as experiências que temos resultam de nossas percepções seletivas, por que não ajustar nossas lentes e olhar através da janela do amor ao invés do medo, da austeridade, da solidão, da culpa, etc.?


O Amor é uma freqüência vibratória. É a sensibilidade natural da nossa alma e nossa conexão direta com a Fonte. Quando sintonizamos essa freqüência, alimentamos uma relação mais próxima com nosso verdadeiro ser.
O Amor não é algo que temos, mas sim algo que somos.


Quando estendemos essa essência de nós mesmos de modo a incluir um espaço, um grupo de pessoas, uma pessoa ou um animal, formamos um campo de energia mais poderoso que facilita a todos acessarem a energia Fonte de vibrações mais elevadas.

Todos nós procuramos sentir que pertencemos, buscamos uma sensação de estar em casa e um modo de nos conectarmos à nossa consciência mais elevada e de nos reconectarmos com a nossa Fonte. Pode ser mais fácil acessar isto num relacionamento com a natureza ou com um animal de estimação. É em nosso relacionamento com outras pessoas que nossa habilidade de amar é mais freqüentemente posta à prova.

Dar espaço a experiências e interações cria margens que podemos preencher com amor e conter o conteúdo – ao invés de procurar dentro do conteúdo onde estará o amor. Isto muda nossa visão do mundo e nossa orientação interior. Paramos de tentar manipular o mundo externo de modo que nosso mundo interno possa ficar em paz.


Esperamos que os Anjos continuem a inspirar sua vida. Que seu coração experimente o amor cada mais e mais freqüentemente.
Calorosamente
Kathy.


Deixe que os resquícios de desvalorização se evaporem. Caminhe adiante e abrace a vida como ela se apresenta para você. Pratique a arte da inclusão e da permissão.
©2007 InnerLinks
Angel® Cards is a registered trademark of InnerLinks

Com carinho
Atenciosamente
Olga Cristina Amato Balian

TAYGETA EDITORA & CONSULTORESINTERNATIONAL SUBSIDIARIES INNERLKINKS BRAZIL

Tel: 11 – 5572-9477 ou Fax: 11 – 5539-5252

Sites: http://www.taygeta.com.br/ ou http://www.fcpconsultores.com.br/


terça-feira, 10 de março de 2009

ABRE aspas

No ABRE aspas, encontraremos textos postados por parceiros. Hoje, iniciamos:

por Marcia Côrtes Duarte

QUE FORÇA MÁGICA TEM ESSA CAIXA?

Que força mágica tem essa caixa que instiga a curiosidade de quem se depara com ela?
Que força mágica tem essa caixa que carrega em si mensagens que nos põe a refletir e nos provoca a agir?

Segundo o Dicionário dos Símbolos,* a caixa é um símbolo feminino, interpretado como uma representação do inconsciente e do corpo materno, a caixa sempre contém um segredo: encerra e separa do mundo aquilo que é precioso, frágil ou temível.

A caixinha do FCP – Frameworks For Change Program - é uma ferramenta de Coaching - que está diretamente ligada a intuição - atributo essencialmente feminino – que nos coloca em contato com nossa essência, com a nossa Fonte, nos levando a compreensão do que estivermos explorando, sem a interferência do processo mental.

Abrir a caixa do FCP é atravessar a ponte que liga o consciente ao inconsciente, entre o fora e o dentro... A travessia - quando feita dentro de um propósito específico e conectada a uma respiração profunda que nos mantém ligados a nós mesmos – vai nos apresentando tesouros segredados em nosso inconsciente através de suas mensagens – cartas – de insights, bloqueios e mentores.
O insight indica a direção mais forte e clara para a realização da meta, o bloqueio, indica o que pode impedir ou dificultar a realização da meta e o mentor é uma qualidade interna do ser que uma vez trazido à consciência vai ajudar a realizar as ações em prol da meta.

O Frameworks for Change Program é utilizado em Empresas, ou com pessoas que estejam em um processo de mudança, ou em processo de desenvolvimento continuo. O FCP pode ser utilizado individualmente ou em grupos.
Com o auxílio do Coaching, as mensagens recebidas iluminam as dinâmicas ocultas do ser e/ou grupo de pessoas, possibilitam a busca de soluções criativas e inovadoras para questões individuais ou de equipes de trabalho, facilitando a construção de um Plano de Ação para a mudança desejada.

Aquele que se predispõe a fazer a travessia ao encontro de seus tesouros internos, descobre a força mágica que essa caixa tem...

* Dicionário dos Símbolos – Chevalier, Jean e Gheerbrant, Alain – Editora José Olympio.

Marcia Côrtes Duarte
(21) 2533-1878 / 2510-1365
marciacortes@almaconsultoria.com.br

Márcia é pedagoga, psicodramatista, arteterapeuta, coach credenciada pela Innerlinks Associates, inc – usa. Consultora em desenvolvimento humano e organizacional. Atualmente faz formação como focalizadora de dança circular e conselheira metafísica. Diretora da Alma Consultoria e do Espaço Alma. http://www.almaconsultoria.com.br/

domingo, 8 de março de 2009

masculino FEMININO plural

intuiçãoalmagentilezasensibilidadeacolhimentoespiritualidadesilêncioescutabelezaamorsensualidadebrincadeiracarinhocaridadecompartilhacomunicaçãocooperaçãocriatividadedignidadedivertimentoemoçãoentregaescolhaêxtasefarturagratidãopaciênciatolerânciaparceriapazperdãoprazersabedoriaservirsoberaniatemperançatolerânciacriançaMULHER.

a todas as almas femininas que enriquecem a alma masculina e
a todas as almas masculinas que acolhem a alma feminina
neste especial DIA DA MULHER.

quinta-feira, 5 de março de 2009

"Espelho, espelho meu, existe alguém mais intuitivo do que eu?"

Tempo esgotado, enquete encerrada e, por trinta dias, a pergunta foi:
"Você ouve sua intuição?"

Olha que bela surpresa!

Das respostas, tivemos: 65% sempre; 30% algumas vezes; 5% raramente e 0%, isso mesmo 0%, nunca.

.............................................

E aí, a meteorologia está avisando que o tempo tende a mudar. Frente fria (ufa!), ou chuva (ai meu Deus!) pode estar chegando.

Diante do resultado da enquete, há certo alívio pois, por certo, alguns dos que leram o texto postado em 1º de março - "Que rei sou eu sem reinado e sem coroa?" - devem estar usando sua intuição para novas propostas ou para clarear possíveis turbulências no retorno ao trabalho, após vários dias de folga.

E tem a curiosidade: que caixinha fechada é aquela da foto colocada na lateral esquerda do blog: Frameworks Coaching Process (FCP)?
Imensa vontade de abri-la e a pergunta que não quer calar: "Estará lá guardada uma resposta, uma entrada ou uma saída para dinamizar esses próximos dias e os resultados esperados?"

............................................

Enquanto a resposta não chega, nova enquete pode ser votada bem no finalzinho da página principal do blog:
"Você identifica o seu maior talento?"

Confira, também, os links para saber e dicas para revelar na lateral esquerda.
Colabore com seus comentários. Acesse os textos ánteriores.

terça-feira, 3 de março de 2009

E por falar em cooperação...

Assim escreveu Robson Santarém em 01/03/09:
(com formatação especial para o blog Transforme)

“Sabemos e sentimos que somos seres humanos não porque sabemos aprender a saber saberes, e nos tornamos racionais por sabê-los e para sabê-los.
Somos humanos porque aprendemos uns com os outros em situações em que a cooperação cria a vida, a sociedade e o próprio conhecimento. Não somos somente seres sociais. Somos sociais porque aprendemos a nos tornar cooperativos. Somos seres originais e essencialmente interativos. (...)

Sabemos que podemos contar um com o outro, e pouca coisa é pior na vida do que descobrir que isso nem sempre é verdadeiro. Queremos multiplicar experiências interativas, cooperativas, participativas e conectivas, e se intercambiamos, de muitas maneiras, as palavras e os gestos que aprendemos uns dos outros e, juntos, buscamos encontrar e decifrar sentidos para as nossas vidas e os nossos destinos é porque o impulso mais original em nós é o da troca, da reciprocidade e da partilha.

Começamos a nos tornar seres humanos em algum momento de nossa trajetória nas trilhas da vida, porque incorporamos emoções de reciprocidade afetuosa para com outros seres. (...)

Só conseguimos viver e experimentar a vida como uma coisa boa e valiosa quando estamos juntos e partilhamos momentos significativos desse 'estar juntos'. Só podemos estar voluntariamente juntos quando cooperamos uns com os outros e aprendemos a ser e a viver uns por intermédio dos outros."

(extraído do livro "Aprender o Amor - sobre um afeto que se aprende a viver" de Carlos Rodrigues Brandão. Papirus Editora)

Desejamos muitas bênçãos para todos neste mês de março. Que possamos nos tornar mais humanos na convivência, na cooperação, na partilha! E vamos trabalhar! Há muito o que fazer para afugentar a crise e criar mais cooperação para um mundo melhor!

Fraternalmente,
Robson Santarém

2607 9317 / 9143 6883
robson.santarem@animah.com.br


Dicas de Robson
(consultor/coach)

Para quem já conhece não se surpreenderá e quem ainda não conhece o Grupo Santa Gente, vejam o site
http://www.santagente.com.br/.
Vejam o novo trabalho no site
http://www.showdoplaneta.com.br/ , onde o Flavio Souza Ramos gentilmente disponibiliza o seu livro "Entrevista com o Relógio". Vale a pena!

Maiores informações sobre o nosso trabalho em nosso site http://www.animah.com.br/

A ABRH RJ lançou a campanha da "Felicidade com Trabalho!" Acessem o nosso site
http://www.abrhrj.org.br/ .

domingo, 1 de março de 2009

"Que rei sou eu sem reinado e sem coroa?"

Carnaval passou e os dias voltam ao seu ritmo normal. Pra trás, batucadas, fantasias e a tão esperada liberdade de tirar o paletó, desamarrar a gravata, soltar os pés do amassado efeito de se fazer bem apresentado.

Agora, o ano realmente começa!!! E agora? Planejamentos novos, esperanças em alta, execuções inovadoras, soluções pioneiras e a sombra de uma crise a rondar o mundo lá fora.

Estranho dizer lá fora, mas na verdade será lá fora se dentro de nós a casa estiver sendo arrumada.

Simbolicamente, é como uma chuva que se aproxima, mas estamos atentos percebendo cada movimento que a forma. O céu vai ficando menos azul, a limpidez já não é tão boa, as nuvens tomam aspecto mais denso, as cores mudam, o dia parece noite e, de repente (será que foi mesmo de repente?) um, dois, três... milhões de pingos.

Alguns aguardam a chuva passar, outros tiram a sombrinha da bolsa e saem aventurando-se nas águas. Tem aqueles que super prevenidos surgem com sua capa-de-chuva incrivelmente reservada e outros que, em sintonia divertida e não menos protegida, imaginam, criam, reciclam e mudam aproveitando a oportunidade...

Tem todo tipo pra todo jeito e todo gosto.

E nós vamos ficar parados? Sugiro que não. Admiro os dois lados de uma mesma moeda. Então, é tempo de individuação e parceria. De falar calando e ouvir falando. De pedir colaboração e estender a mão. De voo solo e voo corporativo.

Só mesmo nos conhecendo podemos nos ajudar pra então participar na mudança de um sistema. A partir desse autoconhecimento ampliamos o autodesenvolvimento.


Em fevereiro, nosso tema foi o Jogo da Transformação (para questões internas e pessoais). Dê uma olhadinha nos textos postados e link sugerido. Agora, em março, teremos oportunidade pra conversar sobre como desenvolver potencialidades, dons, talentos e recursos internos, bem como equacionar conflitos e dúvidas na vida pessoal e profissional (os dois lados de uma mesma moeda). Entre os vários assuntos, um será especialmente colocado: o FCP (Frameworks Coaching Process) uma ferramenta de coaching que vem sendo usada com muita intuição!

Desde já, envio sucesso a todos caso chova por esses dias!